ac2b

ac2b
Hoje na TV Diário do Sertão, a partir das 19:00H, Programa Papo, Prosa & Poesia, com Ubiratan di Assis. Entrevistados de hoje: Poeta Jatobá e Afranio Ramalho.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Isso, isso, isso...

Link permanente da imagem incorporada

Acredito ser o 'olfato', de fato, o grande enigma do universo. A pouca capacidade de se realizar curas só será superada quando se der uma maior importância ao cheiro

Diminuição da capacidade de identificar odores pode prever a morte

Pesquisadores da Universidade de Chicago apontam que alterações do olfato podem ser um prenúncio de mortalidade


O Globo


Cientistas afirmam que o olfato é o sentido mais subestimado
Foto: Bloomberg / Tomohiro Ohsumi

RIO - Para os mais velhos, ser incapaz de identificar odores fortes é um prenúncio de morte dentro de cinco anos, de acordo com um estudo publicado nesta quarta-feira na revista “PLoS ONE”. Trinta e nove por cento dos participantes do estudo que falharam um simples teste de cheiro morreram durante esse período, em comparação com 19% das pessoas com perda moderada de olfato, e apenas 10% das pessoas com um saudável senso de olfato.

Os perigos de perda de olfato foram "surpreendentemente significativos", os pesquisadores disseram, acima e além da maioria das doenças crônicas. Alterações do olfato foram melhores preditores de mortalidade do que um diagnóstico de insuficiência cardíaca, doença pulmonar ou câncer. Somente lesão hepática grave foi um preditor mais poderoso da morte. Para aqueles já em alto risco, a falta o olfato mais do que duplicou a probabilidade de morte.

- Achamos que a perda de olfato é como o canário na mina de carvão - disse o principal autor do estudo, Jayant M. Pinto, professor associado de cirurgia da Universidade de Chicago, especializado em genética e tratamento de olfato e a presença de sinusopatia. - Isso não causa diretamente a morte, mas é um prenúncio, um alerta de que algo deu muito errado, que o dano foi feito. Nossas descobertas poderiam fornecer um teste clínico útil, uma maneira rápida e barata de identificar pacientes que estão mais em risco.

O estudo foi parte do Projeto Nacional de Vida Social, Saúde e Envelhecimento (NSHAP, na sigla em inglês), o primeiro estudo em casa de relações sociais e de saúde em uma amostra nacionalmente representativa de homens e mulheres com 57-85 anos.

Na primeira parte do projeto, conduzida em 2005-06, uma equipe profissional de pesquisa do Centro Nacional de Pesquisa de Opinião da Universidade de Chicago usou um teste bem avaliado, adaptado pela autora sênior do estudo, Martha K. McClintock, para esse campo de pesquisa de 3.005 participantes. Ele mediu a habilidade dos participantes de identificar cinco odores comuns distintos.

Os testes usaram “Sniffin’Sticks”, dispositivos de odores que lembram canetinhas de colorir, mas carregadas com aromas em vez de tinta. Participantes tiveram que tentar identificar cada cheiro, um por vez, de cinco opções disponíveis. Com o objetivo de aumentar a dificuldade, os odores eram menta, peixe, laranja, rosa e couro.

Medindo o cheiro com esse teste, eles concluíram que quase 78% dos testados foram classificados como tendo o olfato normal; 45,5% identificaram corretamente cinco dos cinco odores e 29% identificaram quatro de cinco.


Quase 20% acertaram dois ou três de cinco. Os 2,4% restantes puderam identificar apenas um dos cinco odores, e 1,1% não conseguiram identificar nenhum.

Os entrevistadores também avaliaram idade dos participantes, saúde física e mental, recursos sociais e financeiros, educação, abuso de drogas e álcool, através de entrevistas estruturadas, testes ou questionários. Como esperado, o desempenho no teste de cheiro diminuiu de forma constante com a idade; 64% dos jovens de 57 anos identificaram corretamente todos os cinco cheiros. Isso caiu para 25% nos participantes de 85 anos.

Na segunda parte, em 2010-11, a equipe de pesquisa confirmou cuidadosamente quais os participantes ainda estavam vivos. Durante esse intervalo de cinco anos, 430 (12,5%) dos originais 3005 tinham morrido; 2565 ainda estavam vivos.

Quando ajustado para as variáveis ​​de indicadores demográficos, como idade, sexo, status socioeconômico, saúde em geral, e raça, pessoas com perda de olfato maior quando testadas pela primeira vez foram substancialmente mais propensos a ter morrido cinco anos mais tarde. Mesmo a perda de cheiro suave foi associada com maior risco.

- Esse sentido evolutivo antigo pode apontar um mecanismo chave que afeta a longevidade humana - observou McClintock, professor de psicologia que estudou comunicação olfativa e feromônios ao longo de sua carreira.

Perda cheiro relacionada à idade pode ter um impacto substancial no estilo de vida e bem-estar, de acordo com Pinto, membro da equipe de cirurgia de otorrinolaringologia da universidade.

- Muitas pessoas com déficits de cheiro perdmr a alegria de comer. Eles fazem escolhas alimentares pobres, recebem menos nutrição. Eles não sabem quando os alimentos estragaram nem detectam odores que são sinais de perigo, como um vazamento de gás ou fumaça. Eles podem não perceber falhas na higiene pessoal - afirmou. - De todos os sentidos humanos, o cheiro é o mais subestimado e subvalorizado-até que ele se foi.

Precisamente como a perda de olfato contribui para a mortalidade ainda não está claro.

- Obviamente, as pessoas não morrem apenas porque seu sistema olfativo está danificado - disse McClintock.

A equipe de pesquisa, que inclui biopsicólogos, médicos, sociólogos e estatísticos, está ponderando várias hipóteses. O nervo olfativo, o único nervo craniano diretamente exposto ao ambiente, pode servir como um canal, eles sugerem, expondo o sistema nervoso central para a poluição, toxinas no ar, patógenos ou partículas.

McClintock observou que o sistema olfativo também tem células-tronco que se auto-regeneram, por isso, "uma diminuição na capacidade de sentir o cheiro pode ser sinal de uma diminuição da capacidade do corpo para reconstruir componentes-chave que estão em declínio com a idade e levar a todas as causas de mortalidade".

Qual o clã desse menino clandestino?

O uso contínuo de tranquilizante pode trazer intranquilidades no futuro. Portanto, vamos ser intranquilos hoje para garantir a tranquilidade amanhã

Uso de tranquilizante pode elevar risco de alzheimer

É uma rara satisfação falar de coisas que fazem bem ao coração.

Azeite de oliva pode ajudar a reverter insuficiência cardíaca

Oleato, substância encontrada no óleo, faz o coração doente voltar bombear sangue de forma eficaz, diz novo estudo

POR 

'Incaica!'

Hoje é realmente um dia muito especial.



1° de Outubro


DIA MUNDIAL DA MÚSICA






Nunca estou contente!

Dilma está a um passo da consagração. Nem Lula chegou a tanto.

DATAFOLHA: Dilma lidera intenção de votos nas cinco regiões do país, segundo a pesquisa divulgada ontem.

Segundo cálculos do comitê de Dilma, ela está a 2,9 pontos percentuais de vencer no 1º turno:

Bebam com moderação

Cientistas revelam novos benefícios do consumo de cerveja

DA EFE, EM BRUXELAS

Cerveja, uma paixão na Alemanha

Cientistas europeus destacaram nesta terça-feira (30) os efeitos benéficos para a saúde do consumo moderado de cerveja, entre eles a prevenção de problemas cardiovasculares e respiratórios, e excluíram o mito da "barriga de cerveja".

O 7º Congresso Europeu sobre Cerveja e Saúde, realizado em Bruxelas, reuniu hoje cerca de 160 especialistas internacionais em medicina e nutrição de 24 países, entre eles Alemanha, Irlanda, Itália e Reino Unido.

Pesquisadores espanhóis do Hospital Clínic de Barcelona, da Universidade de Barcelona e do Centro de Pesquisa Cardiovascular (CSIC-ICCC), ressaltaram os possíveis benefícios da cerveja, com e sem álcool, na saúde cardiovascular, obesidade, nutrição e prevenção do envelhecimento celular.

"O consumo moderado de cerveja junto a uma dieta saudável, como a mediterrânea, ajuda a prevenir complicações cardiovasculares maiores como o infarto do miocárdio ou o acidente vascular cerebral", afirmou o médico Ramón Estruch, do Hospital Clínic de Barcelona.

Segundo ele, estudos feitos na Espanha demonstraram que a cerveja sem álcool também tem um efeito protetor perante as doenças cardiovasculares.

A diretora do CSIC-ICCC, Linda Badimón, destacou que a ingestão moderada de cerveja pode "favorecer a função cardíaca global". Quanto às quantidades consideradas moderadas, foi explicado que homens podem beber dois chopps por dia e as mulheres podem beber um.

Os polifenóis, compostos encontrados majoritariamente em alimentos de origem vegetal e também na cerveja, são os que podem reduzir os riscos de ter AVC e câncer, devido a suas propriedades antioxidantes.

Hoje é o dia daquele que merece toda a nossa atenção.

S/C

Voando #porahí nos deparamos com situações bizarras

Perfil no Instagram mostra passageiros aéreos em situações bizarras

POR YGOR SALLES - Folha



Se a classe média reclama dos novos frequentadores dos aeroportos brasileiros (quem nunca ouviu um “aeroporto agora parece rodoviária” por aí?), é porque não deve ter conhecido ainda o novo perfil-sensação do Instagram, o Passenger Shaming.

Como o nome da conta diz, ela mostra passageiros em situações vexatórias dentro de aviões e aeroportos ao redor do mundo. É alimentado de forma anônima por outros passageiros e comissários de bordo através da hashtag #passengershaming e já tem quase 160 mil seguidores.

Garanto que, depois de conhecer a conta, a #classemediasofre vai repensar seus padrões do que é um comportamento vergonhoso em voos.

Vamos, então, a alguns tipos de passageiros aéreos que podemos (infelizmente) encontrar por aí, segundo o PassengerShaming:

1. A que acha que a mesinha para refeições é um espaço a ser ocupado pelo seu filho:

Shaming1

2. O precavido até demais:

Shaming2

3. A que deixou as unhas crescerem para se agarrar melhor no banco:

Shaming3

4. O que decidiu largar toda a papelada do trampo ali mesmo e foi fazer outra coisa da vida:

Shaming4

5. O que não consegue esperar o fim do voo para se exercitar. Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa, ieié:

Shaming5

6. A que não tem tempo de ir ao pedicure entre um voo e outro:

Shaming6

7. O que acha que o avião é uma balada em Ibiza (se é que alguma balada em Ibiza aceita gente com calça de moleton):

Shaming7

8. “Qualquer hora é hora”:

Shaming8

9. O que não se conforma com o pouco espaço de sua ~minúscula~ poltrona na classe executiva:

Shaming9


10. O que quer mostrar suas meias soquete pretas para todo mundo:

Shaming10

11. O que… bom, acho que chega por hoje.

Shaming11



Vamos ficar atentos para o que se passa em Hong kong


Objetivo dos manifestantes tem sido ocupar partes da cidade, inclusive ao redor do distrito financeiro, no centro, para expressar a fúria pela decisão da China de limitar as opções dos eleitores na eleição de 2017 para o governo local


HONG KONG (Reuters) - Milhares de manifestantes pró-democracia tomaram as ruas de Hong Kong nesta quarta-feira, alguns deles zombando das celebrações do Dia Nacional, num momento em que as manifestações se espalhavam para uma nova área da cidade, elevando a pressão sobre o governo em Pequim.

O objetivo dos manifestantes tem sido ocupar partes da cidade, inclusive ao redor do distrito financeiro, no centro, para expressar a fúria pela decisão da China de limitar as opções dos eleitores na eleição de 2017 para o governo local.

Muitos temiam que a polícia usasse a força para expulsar a multidão antes do início das comemorações nesta quarta do aniversário da fundação da República Popular da China, pelo Partido Comunista, em 1949. Esses temores se mostraram infundados.

Nem os trovões, os raios e a chuva pesada fizeram naufragar a determinação dos manifestantes, que se abrigaram debaixo de passagens cobertas enquanto policiais observavam passivamente nas proximidades.

Radiante, o dirigente de Hong Kong, Leung Chun-ying, nomeado por Pequim, apertou a mão de simpatizantes, agitando a bandeira chinesa, mesmo quando os manifestantes que querem que ele renuncie: "Queremos democracia de verdade."


E agora?

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Sei, também, quanto é preciso, pá Navegar, navegar


Tanto Mar
Chico Buarque

Sei que está em festa, pá
Fico contente
E enquanto estou ausente
Guarda um cravo para mim
Eu queria estar na festa, pá
Com a tua gente
E colher pessoalmente
Uma flor no teu jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, que é preciso, pá
Navegar, navegar
Lá faz primavera, pá
Cá estou doente
Manda urgentemente
Algum cheirinho de alecrim

Foi bonita a festa, pá
Fiquei contente
Ainda guardo renitente
Um velho cravo para mim
Já murcharam tua festa, pá
Mas certamente
Esqueceram uma semente
Nalgum canto de jardim

Sei que há léguas a nos separar
Tanto mar, tanto mar
Sei, também, quanto é preciso, pá
Navegar, navegar
Canta primavera, pá
Cá estou carente
Manda novamente
Algum cheirinho de alecrim

Os diretores da AC2B mandam " AquelAbrAçapertado" para o nosso querido amigo e Presidente (Ac2B) Eriston Cartaxo!



Neste dia 30 de setembro, não poderíamos deixar de mandar um FORTE abraço para o nosso  amigo e Presidente da AC2B - Eriston Cartaxo - nosso  querido "Nenen de Eudes Cartaxo", que com competência e  maestria conduz nossa Associação.

Bom de bandeiro, bom de papo, BOA gente,...Nenen conduz  com muito estilo e talento as postagens deste Blog que, a cada dia, recebe uma maior aceitação de nosos amigos "Carrazeirenses  e Cajazeirados", espalhados nesse mundão de meu Deus!

Eriston e a esposa


Nós, Diretores da AC2B, desejamos ao nosso querido presidente... Muita saúde, MUITA MÚSICA, muitas alegrias, muita felicidade e ... (muito cabelo!)

FORTE ABRAÇO DE PARABÉNS!

bira di assis e Diretores da Ac2B

Nenen e os irmãos - João Eudes e Djones


A família de Eriston

O abraço da AC2B




Leiam com bastante atenção. Um gesto político por excelência.

A piada que mata

VLADIMIR SAFATLE


"Então, gente, vamos ter coragem, somos maioria. Vamos enfrentar essa minoria. Vamos enfrentá-los, não ter medo. Dizer que sou pai, mamãe, vovô. E o mais importante é que esses que têm esses problemas realmente sejam atendidos no plano psicológico e afetivo, mas bem longe da gente. Bem longe, mesmo, porque aqui não dá."

Essas são frases de um candidato à Presidência da República quando indagado pela candidata do PSOL, Luciana Genro, em debate no domingo (28), sobre o que achava do Brasil liderar o número de mortes violentas contra homossexuais, travestis e transgêneros.

Bem, se ainda houver um resto de seriedade na política brasileira, o senhor que proferiu tal crime evidente de preconceito e incitação ao ódio será processado e sua candidatura cassada.

No entanto, para muitos, seu pedido de que homossexuais fiquem "bem longe" daqueles que se veem como "normais", seus chamados de enfrentamento, são apenas "derrapadas" de um candidato inexpressivo e caricato. A típica afirmação da qual é melhor rir de seu caráter patético do que realmente levar a sério.

Essa é, no entanto, a pior violência. Pois ela consiste em ignorar quão brutal é não se sentir no lugar dos que recebem as palavras mais brutais.

Melhor seria lembrar da lição dada por um professor norte-americano de filosofia, Arnold Farr, sobre o que significa realmente tolerância.

Ao ser indagado sobre como conseguia implicar seus alunos em lutas contra a discriminação, ele lembrava que nada melhor do que mostrar a eles como nós, eu, você, agimos inconscientemente para reforçar processos de exclusão. Somos agentes inconscientes e involuntários, mas nem por isto menos eficazes.

Farr contou então a história de sua relação com seu irmão homossexual.

Disse que, quando adolescente, gostava de levar suas namoradas para a casa dos pais a fim de orgulhosamente apresentá-las e ouvir depois elogios de todos.

Anos depois, em um certo dia, ele se deu conta de como seu irmão nunca pode fazer algo parecido e como ele, Arnold, nunca se importara com isso. Ele sequer sentia a tristeza de seu irmão por não poder ser reconhecido, por ter que conservar seu desejo invisível e em silêncio para seus próprios familiares.

Um dia, no entanto, ele foi capaz de sentir. Mesmo não sendo homossexual, ele pode por um momento sentir o que pode ser o sofrimento de um homossexual. Então, ele pegou o telefone e pediu-lhe desculpas. Esse telefonema foi o gesto político por excelência.

Se continuarmos a não sentir a violência que tais grupos sofrem, continuaremos a ouvir, do outro lado da linha, apenas piadas que matam.

Hoje é o Dia dos Jornaleiros, nossos parabéns.

Festa para o Dia dos Jornaleiros, profissão com mais de 150 anos no Brasil

Hoje é dia do profissional que gerencia as bancas de jornais e revistas. Segundo eles, a rotina é cansativa, mas também marcada pela fidelidade dos clientes. Muitos contam com a ajuda da família no trabalho.

Não acredite em promessas, a Paraíba nem aparece no mapa.

Já ganhou um lugar na história

DATAFOLHA: saiba como está a disputa ao Planalto por regiões, Estados e capitais.

"Agora vem a tona, sua ira é intensa"

a carta do mark ruffalo retirando seu apoio a marina silva é definitiva:


"não posso apoiar uma candidata que tem uma visão estreita sobre casamento gay e direitos reprodutivos ainda que seja bem-intencionada em relação ao meio ambiente. 


não sou um expert em política brasileira, mas para mim, direitos da mulher, direitos LGBTs e questões ambientais fazem parte de um pacote na visão de mundo que tenho"

Em tempos de eleição, confira com que país o seu Estado empata em renda per capita.

Link permanente da imagem incorporada

"A mulher mais bonita do Brasil, foi criada comendo rapadura"